Conta conjunta: Tudo o que você precisa saber

Saiba quem pode ter uma conta bancária compartilhada, como funciona e quais bancos oferecem!

jovens amigáveis riem alegremente usam telefone celular moderno e cartão de crédito simbolizando a abertura de uma conta conjunta

Você sabia que mais de uma pessoa pode ser responsável por uma mesma conta de banco? Estamos falando da conta conjunta, que pode ser muito útil tanto para quem quer organizar as finanças em um só lugar quanto para economizar nas taxas e tarifas bancárias.

Isso porque a conta bancária compartilhada possibilita que mais de uma pessoa faça a gestão da conta, facilitando a organização familiar, de sociedades, organizações e muito mais.

Atualmente, a maior parte das contas deste tipo está nos bancos tradicionais, pois ainda há poucos bancos digitais que oferecem a conta compartilhada.

Então, neste guia do Notícia Oficial sobre as contas conjuntas, você vai saber quem pode abrir esse tipo de conta, como é seu funcionamento e quais bancos oferecem essa opção. Vamos nessa?!

O que é uma conta conjunta?

A conta conjunta é uma conta bancária normal, porém, com uma grande diferença: ela tem mais de um titular responsável, ou seja, pode ser administrada por mais de uma pessoa.

Essas contas, assim como as contas individuais, oferecem diversos serviços bancários, como transferências em dinheiro, empréstimos, investimentos e até opções de cartões de débito e crédito.

Muitas pessoas ainda pensam que para abrir conta conjunta precisa ser casado, mas não é necessário ser cônjuge e nem mesmo ter alguma relação familiar.

Esse tipo de conta surgiu nas instituições financeiras a partir da vontade e necessidade de clientes que, por diversos motivos, querem dividir uma mesma conta.

Com isso, os bancos começaram a oferecer aos seus clientes tanto a possibilidade de contas correntes como contas poupança com mais de um titular.

Tem conta conjunta para investimento, conta conjunta juntar dinheiro em casal, conta conjunta com sócio e muitas outras possibilidades que você verá seguindo no texto!

Para que serve uma conta conjunta?

As contas conjuntas podem ter várias utilidades, atendendo às diferentes necessidades dos seus titulares, através de serviços bancários diversos.

Há diversos motivos que fazem as pessoas buscarem esse tipo de conta e listamos os principais deles a seguir:

  • Guardar dinheiro em conjunto
  • Unificação de gastos e ganhos
  • Realizar investimentos financeiros em parceria
  • Fazer uma melhor organização do dinheiro pertencente a uma coletividade
  • Fazer a gestão do dinheiro de uso cotidiano comum da família
  • Reduzir as tarifas bancárias ao substituir o uso de mais contas por apenas uma

Quais são os tipos de conta conjunta?

Como falamos, é possível a abertura de contas bancárias conjuntas tanto no modelo de conta corrente quanto poupança, com ambas sendo similares às tradicionais.

Entretanto, o principal diferencial entre os tipos de contas conjuntas é entre as que são as chamadas solidárias e as contas conjuntas simples (não-solidárias).

Entenda abaixo as diferenças no funcionamento de cada uma delas, para que, caso queira, você opte pela que melhor irá atender às suas necessidades!

Conta corrente conjunta

Funciona de maneira parecida com as contas correntes individuais, com possibilidade de movimentações, como Pix, TED e DOC, recebimento de dinheiro, acesso a crédito (financiamentos, empréstimos e seguros), cartões e muito mais.

Mas, no caso da conta corrente conjunta, há a possibilidade de mais pessoas usarem a conta e fazerem operações bancárias através dela.

Algumas pessoas ainda veem esse tipo de conta como algo voltado para duas pessoas ou apenas para membros de uma mesma família, mas há a possibilidade de um número maior de pessoas dividirem uma única conta.

Conta poupança conjunta

Assim como no caso anterior, os serviços o funcionamento e o regulamento da conta poupança conjunta é muito parecido com a poupança individual.

Sendo também o principal diferencial, a possibilidade da gestão coletiva da poupança, que pode ser controlada por duas ou mais pessoas.

Conta conjunta solidária

As contas conjuntas solidárias podem ser tanto correntes como poupanças, onde, em ambos os casos, todos os seus titulares têm poderes sobre o dinheiro.

Assim, qualquer um dos titulares pode fazer operações como saques, pagamentos, transferências, contratações de serviços e outras transações bancárias, sem necessitar da assinatura dos demais.

É aí que entra algo importante de você ter em mente: apesar de um dos titulares poder movimentar a conta sem consultar os demais, ainda assim todos são responsáveis.

Deste modo, é de suma importância só utilizar a conta conjunta solidária junto às pessoas que você tenha uma relação de extrema confiança.

E, ainda assim, podem acontecer problemas, pois uma pessoa pode, por exemplo, utilizar o dinheiro de outra sem que o banco possa fazer algo.

A vantagem dela é que há maior flexibilidade na hora das transações, facilitando, por exemplo, que cônjuges dividam uma conta e possam fazer transações e operações financeiras sem a autorização formal do outro.

Conta conjunta simples não-solidária

Também é possível utilizar as contas não-solidárias, tanto na sua versão corrente quanto na poupança.

A conta conjunta simples não-solidária traz mais controle do dinheiro, uma vez que é exigida a assinatura dos titulares (seja digital ou física) ou a presença na agência para a realização de operações financeiras.

Com isso, uma pessoa não pode transferir dinheiro, fazer saques, contratar empréstimos e realizar outras operações sem o consentimento de todos os titulares.

Para todos esses tipos de movimentações financeiras, assim como para contratação de serviços bancários, é necessária a assinatura dos titulares da conta.

Esse tipo de conta conjunta é a ideal para sócios ou pessoas com objetivos similares, por exemplo, que podem gerir juntos a conta sem preocupações.

Como funciona uma conta bancária conjunta?

Como mostramos, as contas bancárias conjuntas têm funcionamento similar ao das contas tradicionais, com a grande vantagem de ter mais de um titular.

Dentro desse tipo de conta, como mencionamos acima, há diferenças importantes entre as contas conjuntas solidárias e não-solidárias.

Ou seja, dependendo do sistema adotado, pode ser que ambos tenham total liberdade para administrar a conta, como também pode ocorrer de um dos titulares ficar mais limitado.

Por isso, o funcionamento de uma conta conjunta varia conforme seu tipo, ou seja, se é corrente ou poupança e se é solidária ou não-solidária.

Confira a seguir as dúvidas comuns sobre contas conjuntas, como questões de cobranças, serviços e produtos oferecidos, responsabilidade pela conta e mais!

Quem responde pela conta conjunta?

Todos os titulares são responsáveis pela conta conjunta a qual decidiram dividir. Por isso, é muito importante utilizá-las com pessoas que confia.

Entretanto, há casos em que um erro ou utilização desleal por parte de uma pessoa pode levar a responsabilização por possíveis dívidas.

Basicamente, na conta conjunta solidária, ambos são responsáveis pelo dinheiro e contratação de crédito, ou seja, no caso de um casal que venha a se divorciar, uma dívida de um financiamento, por exemplo, é dos dois.

Já na conta não solidária, quem responde é o titular que tem plenos poderes, isto é, somente um decide e arca com possíveis dívidas e processos.

Taxas

As taxas e tarifas cobradas nas contas em conjunto variam de um banco para o outro, sendo muito similares às praticadas pelas contas tradicionais.

Além disso, a cobrança ou não de taxas também varia conforme o tipo de conta escolhida e dos serviços utilizados.

Por exemplo, independentemente de ser uma conta solidária ou não, na poupança o banco não pode cobrar taxa de manutenção, a famosa anuidade, enquanto que na corrente é permitido.

Geralmente, são cobradas taxas pela abertura da conta, manutenção da mesma e pelo uso dos principais serviços, como saques no Banco24Horas, anuidade do cartão de crédito e etc.

Então, pesquise as taxas e a isenção ou não por parte do banco, para que possa abrir a conta conjunta com melhor custo-benefício para vocês.

Desta maneira, vocês poderão analisar da melhor maneira qual o banco ideal para fazer a abertura da conta conjunta e utilizá-la de forma mais vantajosa.

Produtos e serviços financeiros oferecidos na conta corrente

As contas correntes conjuntas, em geral, disponibilizam aos clientes os mesmos produtos financeiros e serviços que as contas tradicionais da instituição, como:

  • Movimentação da conta: permite receber salários e outros rendimentos, realizar pagamentos, fazer saques, emitir extratos, realizar transferências, pagar ou receber no Pix e muito mais
  • Crédito: acesso a cartões de débitos, talões de cheque, cartões de crédito, cheque especial e empréstimos
  • Acesso: Dá aos titulares da conta acesso aos aplicativos bancários, internet banking, auto atendimento em agências e caixas eletrônicos, além do atendimento presencial nas agências
  • Aplicações financeiras: através da conta se pode ter acesso a investimentos diversos oferecidos pela instituição financeira
  • Financiamento: As opções de financiamento oferecidas pelo banco nas contas comuns, como o financiamento imobiliário e veicular, também podem ser disponibilizadas na conta conjunta
  • Consórcios: Assim como os financiamentos, opções de consórcios da instituição financeira em questão também podem ser solicitados
  • Cartões de crédito: Nas contas conjuntas solidárias, cada titular pode ter acesso a um cartão de crédito, com o limite da conta e aceitação do cartão dependendo da análise feita pelo banco

Serviços oferecidos e características das contas conjuntas poupança

As contas poupança conjuntas disponibilizam os mesmos tipos de serviços e têm as mesmas características das cadernetas de poupança tradicionais. Confira!

  • Acesso: É permitido o acesso à conta pelos canais digitais, como app bancário e internet banking, além do autoatendimento nas agências e atendimento presencial
  • Impostos: Não é realizada a cobrança de tributos, como anuidade pela manutenção da conta
  • Taxas: Não é cobrada nenhuma taxa de administração, de abertura da ou de manutenção da conta por parte da instituição financeira
  • Transações: São permitidos dois saques, duas transferências e dois extratos gratuitos por mês
  • Limites: A poupança é uma conta simplificada e que existe para se guardar dinheiro, com isso, costuma haver um limite máximo mensal no valor a ser movimentado, que varia de uma instituição para outra

Senhas

Qual é a senha da conta conjunta? Bom, a questão das senhas pode variar de uma instituição financeira para outra.

Geralmente, a senha para acesso na conta compartilhada é definida pouco após a abertura, sendo a mesma para todos os titulares.

Contudo, existem casos em que o primeiro titular da conta que cadastra a senha que deseja e assim compartilha com os outros usuários.

Quando são disponibilizados cartões vinculados à conta (débito ou crédito), a senha costuma ser individual. Assim, cada um escolhe a senha do cartão que utiliza.

Quem pode abrir uma conta conjunta?

Uma das principais dúvidas é sobre se para abrir a conta conjunta precisa ser casado ou ter algum grau de parentesco

Mas, saiba que praticamente qualquer pessoa pode abrir uma conta conjunta com quem desejar, não sendo necessário haver parentesco, por exemplo.

Podem abrir contas conjuntas pessoas maiores de 18 anos ou emancipadas judicialmente, seja com cônjuge, parentes, sócios, amigos ou qualquer outra ligação.

Resumindo, podem abrir contas conjuntas qualquer dupla ou grupo de pessoas de 18 anos ou emancipadas que desejem dividir uma conta bancária.

Para a abertura da conta conjunta, não é preciso que ambos sejam clientes do banco, basta que um tenha vínculo com a instituição para adicionar o outro na conta.

O que precisa para abrir uma conta conjunta?

As pessoas envolvidas precisam ter a partir de 18 anos ou serem emancipadas e terem a vontade de compartilhar uma conta bancária corrente ou poupança.

Para isso, as pessoas devem comparecer à agência bancária ou solicitar a abertura via internet banking ou aplicativo, com os seguintes documentos:

  • CPF
  • Documento original de identificação com foto (RG, carteira de motorista, passaporte e etc.)
  • Comprovante de residência (conta de água, luz, internet residencial, por exemplo)
  • Comprovante de renda (Holerite, contracheque ou declaração de Imposto de Renda, no caso de autônomos)

Lembrando que esses são os documentos básicos, pois em alguns casos uma documentação complementar pode ser solicitada pelo banco.

Existe conta conjunta para empresas?

Alguns bancos disponibilizam a possibilidade de abertura de contas conjuntas para empresas, que podem ser úteis para pequenos negócios que pertencem a uma mesma pessoa, família ou grupo.

Não é o ideal, mas, nesses casos de conta conjunta com sócio, pode haver uma mistura na atuação e no fluxo de caixa das empresas.

Com uma conta única, é possível ter mais capital disponível e maior volume de movimentação, o que leva a conseguir melhores benefícios junto ao banco.

Vale salientar que esse tipo de conta é menos comum, não estando presente em todos os bancos que oferecem contas conjuntas.

Qualquer pessoa pode transformar sua conta individual para conta conjunta?

Qualquer pessoa que já possui uma conta em um banco pode transformá-la em conta conjunta, se assim desejar.

Para isso, é necessário respeitar os pré-requisitos de cada banco para essa mudança e entrar em contato com a instituição junto com a pessoa que deseja dividir a conta.

Independente se sua conta for corrente ou poupança e se optarem pela conta conjunta solidária ou não-solidária, deve-se apresentar a documentação e assinar o contrato.

Os documentos a serem apresentados pela pessoa que você vai dividir a conta são os mesmo que seriam necessários para a abertura de uma nova:

  • CPF
  • Documento original de identificação com foto (RG, carteira de motorista, passaporte e etc)
  • Comprovante de residência (conta de água, luz, internet residencial, por exemplo)
  • Comprovante de renda (Holerite, contracheque ou declaração de Imposto de Renda, no caso de autônomos)

O que acontece se um dos titulares da conta conjunta morrer?

Essa é uma preocupação recorrente de pessoas que dividem contas desse tipo e é uma das situações mais complexas para se lidar.

A primeira coisa a ser feita em caso de morte de um dos titulares da conta conjunta é informar o banco, para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

Confira a seguir quais são as regras em caso de falecimento de um dos titulares da conta compartilhada!

Conta simples (não solidária)

A conta conjunta simples ficará impossibilitada de ser movimentada, uma vez que todos os membros precisam concordar com a realização de transações.

Por conta disso, será preciso ser realizado o seu encerramento e o valor presente nela será redistribuído de acordo com a legislação.

Conta solidária

No caso das contas conjuntas solidárias é mais complexo, pois os demais titulares podem fazer movimentações na conta após a morte de outro titular.

Dependendo da situação, o valor depositado na conta precisará ser inventariado e as movimentações posteriores à morte podem ser consideradas ilegais.

Dá para receber salário na conta conjunta?

As contas salários, de maneira geral, não podem ser conjuntas. Além disso, boa parte dos empregadores não aceita fazer o pagamento nesse tipo de conta.

Se for um servidor público, aí é que não dá mesmo, pois ainda que tente fazer a portabilidade, será necessária uma conta de sua titularidade.

Ainda assim, algumas pessoas conseguem receber o salário, dependendo da empresa pagadora em contas conjuntas.

Mas não se preocupe, pois basta ter uma conta corrente básica (sem taxas) ou conta salário e transferir o dinheiro integralmente para a conta conjunta.

É possível encerrar a conta ou excluir titulares?

Assim como qualquer outro tipo de conta bancária, é sim possível encerrar uma conta conjunta.

Normalmente, é necessária a presença de todos os titulares na agência, para decidir antes do encerramento o que farão com o dinheiro ou dívidas.

Entretanto, em alguns bancos a presença de apenas um dos titulares é suficiente. É importante verificar essa e outras questões junto à sua instituição financeira.

Como excluir um dos titulares de uma conta conjunta?

Para excluir um dos titulares, todos devem estar de acordo e assinar um documento que certifique que a mudança é uma vontade comum.

Caso não haja concordância, se tornará uma questão judicial, pois a conta é de todos os titulares, assim como o dinheiro e as dívidas nela.

Banco digital tem conta conjunta?

Se a sua dúvida é sobre qual banco digital tem conta conjunta, saiba que atualmente apenas dois oferecem tal serviço aos seus clientes.

Infelizmente, por enquanto, a maioria dos bancos digitais ainda não oferecem a opção de abertura de contas conjuntas. Mas, dois deles podem ser ótimas opções.

É o caso do Digi+, que foi o primeiro banco digital com conta conjunta aqui no Brasil, e também do ótimo Banco Original.

Outros bancos digitais ainda não ventilam essa possibilidade. O Nubank não possui conta conjunta, por exemplo, assim como outros grandes bancos digitais brasileiros, como C6 Bank, Inter e Next.

Mas, esses e outros bancos digitais estão constantemente expandindo seus serviços e pode ser que em um futuro próximo alguns deles ofereçam a opção.

Há pouco tempo, por exemplo, era raro encontrar opções de empréstimo nos bancos digitais e hoje a maioria deles oferecem linhas de crédito.

MELHORES CONTAS DIGITAIS PARA ABRIR HOJE MESMO

Melhores bancos para abrir uma conta conjunta

Quer saber qual banco oferece as melhores vantagens e benefícios para quem quer dividir uma conta? Listamos abaixo as melhores opções do mercado.

Chega de dúvida para saber onde e como abrir sua conta conjunta! Confira a seguir os melhores bancos, entre instituições tradicionais e digitais!

Banco do Brasil

Cartão de Crédito

Ourocard Fácil

  • Sem anuidade
  • Internacional

Saiba como solicitar

Com mais de 200 anos de história, o BB oferece diversos serviços e produtos financeiros, como uma grande variedade de cartões de crédito, opções de investimentos e linhas de empréstimos e financiamentos.

CONHECER CARTÕES DO BANCO DO BRASIL

Entre tantos serviços, o Banco do Brasil disponibiliza a possibilidade da abertura de conta conjunta para qualquer pessoa que queira ser cliente da instituição.

Para abrir uma conta conjunta no Banco do Brasil, basta os interessados irem até uma agência do BB com a documentação que citamos anteriormente.

Vocês poderão solicitar a abertura da conta junto ao atendente. O procedimento é o mesmo tanto para quem já é correntista quanto para novos clientes.

Bradesco

Cartão de Crédito

Bradesco NEO

  • Internacional
  • Juros baixos

Saiba como solicitar

Um dos maiores e mais tradicionais bancos do Brasil, o Bradesco, oferece vários serviços bancários e produtos financeiros interessantes.

No Bradesco você encontra linhas de crédito, financiamentos, consórcios, seguros, ótimos tipos de cartões de crédito e muito mais.

CONHECER CARTÕES DO BRADESCO

É possível abrir conta no Bradesco online, mas, no caso da conta conjunta, é necessário ir até uma agência do banco junto com a outra (ou outras) pessoa(s) que deseja(m) o serviço.

Basta apenas comparecer levando os documentos como CPF, RG e comprovante de residência e de renda para solicitar a abertura da conta compartilhada no Bradesco.

No caso da conta conjunta solidária, não há limite pré-estabelecido de pessoas, enquanto na conta corrente simples pode ter até nove titulares.

CONHECER CONTA DO BRADESCO

Caixa Econômica Federal

Cartão de Crédito

Caixa Sim

  • Sem anuidade
  • Parcelamento estendido

Saiba como solicitar

Maior banco público do Brasil, a Caixa está presente no dia a dia dos brasileiros, seja através de suas agências bancárias quanto lotéricas.

O banco estatal oferece uma variedade enorme de produtos e serviços, principalmente voltado ao crédito e financiamento, tanto para pessoas físicas quanto para empresas.

Caso você deseje, também é possível abrir conta conjunta na Caixa, tanto corrente quanto poupança, de forma simples e rápida.

Para isso, basta que as pessoas que desejam serem titulares da conta compartilhada se dirijam até a agência da Caixa Econômica mais próxima.

Chegando lá, é só apresentar no atendimento os documentos de todos os solicitantes e pedir a abertura da conta em conjunto.

Itaú

Cartão de Crédito

Click Itaucard

  • Internacional
  • Limite alto

Saiba como solicitar

O Itaú é outro gigante do setor bancário brasileiro e tem uma enorme lista de serviços e produtos financeiros que são disponibilizados aos seus clientes.

No Itaú você e sua empresa têm diversas opções de linhas de crédito, financiamentos, seguros e muito mais para ajudar na sua vida e no crescimento do seu negócio.

O banco ainda oferece diversas opções de investimentos, cartões de crédito Itaucard e vantagens exclusivas para seus correntistas, como o programa de pontos iupp.

CONHECER CARTÕES DO ITAÚ

Como não poderia deixar de ser, no Itaú tem conta conjunta. Para abrir a sua, basta que você e os demais interessados compareçam à agência.

Todos devem levar a documentação pessoal, além de comprovante de renda e residência, que serão apresentados no momento da solicitação.

CONHECER CONTA DO ITAÚ

Santander

Cartão de Crédito

Santander SX

  • Limite alto
  • Vantagens Exclusivas

Saiba como solicitar

Um dos 5 maiores bancos do Brasil, o Santander oferece cada vez mais serviços e produtos financeiros de qualidade para os seus clientes.

Com o Santander você tem acesso a ótimas opções de cartões de crédito, investimentos, financiamento, seguros, empréstimos e muito mais.

CONHECER CARTÕES DO SANTANDER

Com milhões de correntistas, o Santander também oferece a opção de abertura de contas conjuntas, além de contas bancárias individuais e empresariais.

Para abrir uma conta conjunta no Santander, os interessados devem ir até uma agência do banco levando consigo os documentos necessários (RG, CPF, comprovantes de renda e residência) e solicitar a abertura da conta no atendimento.

Feito isso, e estando tudo certo com a documentação e análise do banco, vocês poderão desfrutar das vantagens que os clientes Santander têm, como ganho de pontos, milhas, descontos e até cashback no programa Esfera.

CONHECER CONTA DO SANTANDER

Sicoob

O Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) é outra instituição financeira que aparece como uma ótima opção para abertura de conta conjunta.

Ao se associar ao Sicoob, você terá acesso a ótimos produtos e serviços financeiros disponibilizados pela cooperativa de crédito.

Cada vez mais presente nas cidades brasileiras, o Sicoob também disponibiliza acesso via aplicativo bancário, mesmo sendo um banco tradicional.

Para abrir uma conta conjunta Sicoob, as pessoas interessadas devem ir até uma agência da cooperativa e apresentar os documentos necessários, como CPF, RG e comprovantes de renda e residência.

Com isso, você e os demais titulares terão acesso a uma ampla rede de atendimento, tarifas atrativas e portfólio completo de produtos e serviços.

Original

Cartão de Crédito

Original Internacional

  • Sem anuidade
  • Com cashback
Saiba como solicitar

100% digital e humano, o Banco Original busca dia a dia oferecer as melhores soluções e produtos financeiros para os seus clientes.

O banco digital oferece vantagens e serviços de qualidade para você e sua empresa, sem toda a burocracia existente em outros lugares.

Com o Original você tem acesso a investimentos, linhas de crédito, seguros e muito mais, tudo na palma da sua mão e de graça.

CONHECER CARTÃO ORIGINAL

O Original lançou sua conta conjunta neste ano de 2022 e, diferente dos bancos que vimos antes, você pode solicitar a abertura direto no app.

Entretanto, para abrir uma conta conjunta no Original, uma das duas pessoas tem que ser correntista do banco e mandar por e-mail o convite para a pessoa com quem quer dividir a conta.

Após a pessoa aceitar o convite, será solicitado o download do app, alguns passos para validação digital e a apresentação de documentos por parte dela.

No original, só há a conta conjunta solidária, onde todos os titulares da conta terão acesso a investimentos, cartões de crédito e muito mais.

Digi+

O Digi+ foi o primeiro banco digital a oferecer conta corrente conjunta, sendo uma excelente opção para aqueles que querem dividir ganhos e gastos.

100% digital, o Digi+ oferece aos seus clientes aplicativo intuitivo e cheio de soluções financeiras que podem agradar.

O banco digital tem contas voltadas para as necessidades de pessoas físicas, empresas e também para Microempreendedores Individuais (MEIs).

Com o Digi+ você pode fazer investimentos, transferências e pagar contas direto no app. Ele ainda oferece boas opções de cartões de débito e crédito.

Abrir sua conta conjunta no Digi+ é muito fácil, basta que um dos titulares tenha uma conta no banco ou efetue a abertura da mesma.

Depois disso, é só convidar o segundo titular. Assim que o convite for aceito, basta que a pessoa faça a validação e envie os documentos.

Assim que aprovado pela análise da instituição financeira digital, os dois poderão utilizar a conta normalmente, de forma prática e fácil.

Vale a pena abrir uma conta conjunta?

A abertura de uma conta conjunta vale a pena quando todos os titulares estão alinhados no mesmo objetivo, ou seja, tenham as mesmas metas.

Se isso acontecer, a conta bancária compartilhada pode ser uma ferramenta interessante para o gerenciamento das finanças, por exemplo.

Além disso, pode ajudar em objetivos comuns, como fazer investimentos em parceria, iniciar um negócio juntos ou gerir o dinheiro de alguma viagem ou evento.

Pode ser uma boa solução também para pessoas que tocam juntas alguma organização, ONG ou que tenham uma sociedade.

Entretanto, caso não haja necessidade, um objetivo comum e nem uma confiança grande entre as partes, é melhor cada um ter sua conta para evitar problemas no futuro.

Até mesmo porque cada pessoa encara seu dinheiro de uma forma diferente, ou seja, há aquelas que preferem pagar tudo à vista e as que gostam de parcelar, aquelas que estão sempre no vermelho do cheque especial e as que poupam para investir, enfim.

Por isso, antes de abrir uma conta junto com outra pessoa, certifiquem-se de que pensam semelhante e que desejam agir em parceria.

Vantagens das contas conjuntas

  • Facilidade para grupos gerenciarem valores que serão destinados à objetivos em comum
  • Unificação de gastos e ganhos do núcleo familiar
  • Facilita a realização de investimentos financeiros em parceria
  • Melhor organização do dinheiro pertencente a uma coletividade
  • Reduz as tarifas bancárias ao substituir o uso de mais contas por apenas uma

Desvantagens das contas conjuntas

  • Possibilidade de uma pessoa utilizar o dinheiro das outras
  • Problemas caso as pessoas envolvidas deixem de ter objetivos em comum
  • Dificuldades para saber qual parte do dinheiro é de cada pessoa quando for necessário dividir
  • Dor de cabeça para resolução de problemas em caso de morte de uma dos titulares ou quando forem criadas dívidas na conta, como empréstimos e financiamentos

Quem tem conta conjunta precisa declarará-la Imposto de Renda?

Assim como os valores presentes em outros tipos de contas bancárias, aqueles das contas conjuntas também precisam ser declarados junto à Receita Federal.

Mas fique tranquilo, iremos te explicar como você pode declarar uma conta conjunta na sua declaração anual de Imposto Renda, confira!

Todos os titulares precisam declarar a conta conjunta no Imposto de Renda?

Sim, todos os titulares precisam sim declarar os valores, investimentos e outros tipos de despesas tributáveis presentes na conta conjunta nos seus Impostos de Renda.

A omissão de dados financeiros na declaração pode fazer com que a pessoa caia na malha fina e tenha problemas, incluindo ter que pagar multas.

Então, independentemente de ser uma conta conjunta corrente ou poupança, simples ou solidária, os ganhos e dívidas precisam ser declarados.

Como fazer a declaração da conta conjunta no imposto?

Na declaração dos valores da conta bancária conjunta, cada um dos titulares deve informar nas suas respectivas declarações do IR a participação na conta.

Pode tanto descrever o valor pertencente a cada um, assim como o saldo pode ser dividido em partes iguais entre os titulares, discriminado na ficha de bens e direitos as partes de cada um.

Independente da forma que os titulares optem por fazer é importante estarem alinhados para os dados baterem em possíveis conferências da Receita Federal.

Caso contrário, você pode cair na malha fina do Imposto de Renda e a declaração pode voltar para que as correções necessárias sejam feitas.

Dependendo do caso, como já citamos, pode até haver a cobrança de multa pelo erro ou omissão na hora do preenchimento dos valores declarados.

PASSO A PASSO PARA FAZER A DECLARAÇÃO DO IR

Passo a passo de como abrir uma conta conjunta

Como vimos ao longo deste guia, não precisa ser casado para abrir conta conjunta e nem mesmo ter parentesco ou sociedade firmada.

Para a abertura deste tipo de conta, basta duas pessoas ou mais (que tenham a partir de 18 anos ou sejam emancipadas) se juntarem.

Para isso, devem, de comum acordo, procurar um banco que ofereça a opção de conta conjunta, como um dos que mostramos, e solicitar a abertura.

Abrindo conta conjunta em bancos tradicionais

  1. Escolha um dos bancos que disponibilizam contas conjuntas
  2. Vá até uma das agências bancárias da instituição em horário comercial
  3. Leve com você a outra pessoa (ou outras) que deseja dividir a conta
  4. Escolha se vocês querem uma conta conjunta corrente ou poupança
  5. Solicite a abertura da conta no atendimento do banco, optando pela conta conjunta simples ou pela conta conjunta solidária
  6. Neste momento, todos devem apresentar CPF, documento de identificação oficial com foto, comprovante de renda e comprovante de endereço residencial
  7. Se tudo estiver certo na análise do banco, a abertura da conta será feita e vocês poderão utilizá-la

Abrindo conta conjunta em banco digital

  1. Caso ainda não tenha, abra uma conta corrente individual em um banco digital que ofereça conta conjunta (Digi+ ou Original)
  2. Dentro do app do banco, vá na parte de conta conjunta, digite o CPF e e-mail da pessoa que você deseja compartilhar a titularidade
  3. Caso a pessoa aceite, será solicitado que baixe o app do banco digital, valide as informações necessárias e apresente os documentos solicitados
  4. Feito isso, o banco digital fará a análise e, caso esteja tudo certo, a conta conjunta será criada
  5. A partir deste momento, as duas pessoas poderão utilizar a conta conjunta corrente digital da maneira que melhor lhes atender

Siga atento aos conteúdos exclusivos do Notícia Oficial!

Gostou das informações presentes no guia de hoje? Certamente agora você já entende mais sobre o funcionamento e como você pode utilizar as contas conjuntas.

Para mais informações e dicas sobre finanças pessoais, investimentos, linhas de crédito, negócios, benefícios e vantagens incríveis de cartões de crédito e muito mais, siga atento aos nossos textos.

Aqui no portal, trazemos diariamente novidades e informações relevantes que podem te ajudar a cuidar melhor do seu dinheiro e até aumentar sua renda!