Aplique essas 5 técnicas gratuitas e saiba como controlar gastos

Quer descobrir de uma vez por todas como controlar gastos e sair do vermelho? Apresentaremos a você no tema de hoje 5 técnicas infalíveis para isso!

cofre de porquinho rodeado de dinheiro e um estetoscópio

Entender como controlar gastos é uma missão e tanto, especialmente em uma época onde as compras feitas pela internet têm facilitado tudo, não é mesmo? Assim, cada vez mais temos mais tentações a nossa volta, fazendo com que aumente o desejo por comprar, mesmo que às vezes nem estejamos precisando de determinando produto ou serviço no momento…

Não há nenhum problema nisso, porém, esse hábito pode vir a ser extremamente tóxico as suas finanças pessoais, justamente porque tendemos a gastar mais do que podemos, além de usar métodos de pagamento que podem vir a comprometer nosso orçamento, como parcelar em várias vezes no cartão de crédito. 

Mas, o que fazer então para se reeducar financeiramente e começar a ter um melhor controle de gastos e ganhos? Como organizar as despesas se elas estão sempre mudando? Bom, é claro que imprevistos podem surgir, mesmo quando os orçamentos são muito bem planejados. Entretanto, para conquistar estabilidade financeira é necessário acabar com as dívidas pendentes e reduzir as despesas, pelo menos até que as contas se equilibrem (e isso pode levar algum tempo, tenha paciência!).

Além disso, para ter tranquilidade, ainda é importante investir em uma reserva de emergência. Afinal, contar com um valor guardado garante mais condições para lidar com eventos inesperados sem passar apertos. Mas, para isso ser possível, é preciso manter o planejamento por um período mais longo, evitando assumir novos gastos enquanto a situação não estiver estável.

É sobre isso que falaremos no tema de hoje, no qual vamos lhe apresentar 5 técnicas totalmente gratuitas e simples para que consiga aprender como controlar gastos e economizar, para que ponha suas finanças em dia e até mesmo comece a pensar em investir seu dinheiro no futuro! Vamos conferir?!

1. Saber como controlar gastos envolve pagar as contas com juros mais altos primeiro

Os juros podem se tornar os vilões do orçamento familiar, uma vez que dependendo do tipo de conta, atrasar pode gerar juros altíssimos. Por isso, caso você ainda precise se organizar para pagar todas as suas contas, priorize as que têm os maiores juros.

Caso contrário, de um mês para o outro o valor pode virar uma bola de neve, que ficará cada vez mais difícil pagar o valor integral sem comprometer o orçamento. 

Um bom exemplo disso são as faturas de cartão de crédito e os valores do cheque especial, que possuem taxas de juros bem altas, às vezes mais de 15% ao mês.

Pode parecer pouco, mas somando duas ou três contas com esse montante de juros, esse valor pode pesar em seu bolso ao final do mês.

Além disso, o custo de vida está elevado e o salário, em muitos casos, não é o suficiente para pagar todas as despesas mensais. 

Por essa razão, tudo o que você puder evitar pagar juros, melhor, pois assim mais dinheiro sobrará para as outras despesas.

Ah, e uma ótima dica para pagar as contas no prazo certo é programá-las para o débito automático. 

Não gosta dessa forma de pagamento? Você pode também anotar as datas de vencimento das contas com prioridade no calendário, na agenda ou até mesmo usar aplicativos que emitam lembretes.

2. Use o crédito com sabedoria

Um dos segredos de como controlar gastos e sair do vermelho é evitar gastar o que não se tem, seja no cartão ou cheque especial.

A grande maioria dos brasileiros, especialmente os que possuem uma renda mensal menor e tem pouca educação financeira, acabam parcelando as compras no máximo de vezes possível (tanto no cartão de crédito quanto no crediário), além de usarem o cheque especial sem moderação.

O problema disso, além das taxas de juros embutidas, é que essa forma de uso do crédito acaba se tornar um complemento da renda mensal…

A pessoa vai cobrindo uma conta com outra, pedindo um empréstimo ou usando o limite do cheque especial para conseguir pagar todos seus gastos mensais.

E não precisamos nem dizer que esse é um grande erro, certo? Esse é um péssimo hábito financeiro e pode comprometer as suas finanças.

O crédito nos dá a ilusão de que temos um dinheiro que, na verdade, é emprestado, o que aumenta as chances de endividamento.

Por isso, tente sempre fazer compras à vista e, quando houver compras no cartão, considere-as no seu planejamento financeiro.

3. Tenha uma reserva para emergências como forma de controlar gastos

É sempre bom lembrar e reforçar a importância de ter uma reserva de emergência, afinal, esse é um ótimo hábito financeiro.

Por isso, se deseja ter uma vida financeira estável, é fundamental começar a guardar uma quantia de dinheiro para usar em caso de imprevistos.

Isso lhe dará mais segurança e estabilidade financeira, já que se algo inesperado acontecer, você não correrá o risco de ter suas contas desordenadas novamente.

4. Invista o dinheiro extra

Se você aplicou as três estratégias anteriores, então já sabe como controlar gastos com cartão de crédito e até mesmo diminuir o consumo desfreado, certo?!

Então, provavelmente, a sua saúde financeira já estará bem melhor e sendo assim, é hora de dar o próximo passo!

Nesse sentido, agora que você já conseguiu começar a se organizar, deve pensar sobre como investir o dinheiro extra que surgir mensalmente. 

Você pode fazer investimentos de curto ou longo prazo, dependendo dos seus objetivos e da quantia que consegue guardar.

A grande vantagem dessa medida é que além de evitar gastar no que não precisa, ainda aumentará o seu patrimônio.

Mas, muita atenção no tipo de investimento que irá fazer. Procure sempre aplicações seguras e com boa rentabilidade.

Além disso, fuja da poupança e até mesmo de outros investimentos de renda fixa pouco rentáveis, pois com a taxa de juros básica em baixa histórica, esses estarão desvalorizados.

5. Separe uma quantia para lazer

Pode ser necessário abrir mão de algumas coisas para organizar as finanças pessoais.  Mas, o processo não deve se resumir a sacrifícios. 

Por mais que seja preciso mudar hábitos e controlar gastos mensais, é essencial incluir em seu orçamento um espaço para o lazer e a diversão.

Isso porque além de relaxar, você se sentirá mais motivado a continuar economizando, já que os resultados para ter uma vida financeira saudável estão aparecendo.

Então, não deixe de separar um valor para atividades de lazer, que melhorem o humor e a qualidade de vida da sua família. Mas, economizando sempre que possível!

Portanto, essas são as 5 técnicas de como controlar gastos! Gostou? Acredita que é possível aplicá-las em seu dia-a-dia?

Esperamos que sim, pois organizar as finanças pessoais é fundamental para conquistar não apenas o equilíbrio financeiro, mas também tranquilidade no cotidiano e qualidade de vida. 

Sendo assim, comece hoje mesmo a mapear as suas despesas e a encontrar as melhores formas de controlá-las!