A importância de ter uma reserva financeira

Se você ainda não tem uma reserva financeira, é melhor começar a pensar nisso e nós do Notícia Oficial vamos lhe explicar porque!

porco cofre e moedas

Seja um problema de saúde, falência de uma empresa ou dano material, qualquer pessoa está sujeita a situações em que uma reserva financeira se faz importante.

Também conhecida como fundo de emergência, a reserva pode ser a melhor alternativa para resolver os imprevistos que acontecem, além de ser uma excelente maneira de construir o seu patrimônio.

Ao contar com ela, você evita possíveis transtornos e apertos, ao mesmo tempo que se torna capaz de se manter distante de empréstimos bancários e juros abusivos.

No entanto, apesar de ser útil, muitas pessoas ainda não sabem o porquê é tão essencial construir esse fundo de emergência.

Qual a importância da reserva financeira?

São pouquíssimas famílias brasileiras que conseguem poupar dinheiro todos os meses.

Para falar a verdade, a maioria compromete uma boa parte daquele restinho de renda com gastos desnecessários, comprando objetos que trazem apenas uma satisfação imediata.

Diante disso, um comportamento que vem se tornando cada vez mais comum entre elas é recorrer ao empréstimo bancário e assim se contrai dívidas.

Afinal, apelar para esse tipo de crédito tem um preço alto, visto que os juros são elevados, tanto para o rotativo do cartão de crédito, quanto para os empréstimos e cheques especiais.

Seja para servir em momentos extremos, como no caso de doenças graves, ou nas circunstâncias banais do dia a dia, o fundo de emergência pode fazer total diferença para que você tenha um apoio financeiro quando precisar.

Então, se você não sabe por que montar uma reserva, veja alguns dos motivos que revelam a importância da mesma.

Imprevistos

Imprevistos ocorrem todos os dias, surgindo de maneiras bem variadas. O seu computador de trabalho pode quebrar, ter que chamar o encanador para consertar um cano estourado ou até mesmo ter que trocar o pneu do carro.

A partir do momento que você tem uma reserva, você garante que passará por esses problemas sem que precise se endividar.

Desemprego

Com algumas exceções, grande parte das pessoas estão vulneráveis a ficarem desempregadas. Os motivos para isso podem envolver mudanças na politica e até mesmo a crise econômica. 

No entanto, mesmo estando sem emprego, as obrigações financeiras ainda devem ser cumpridas.

Logo, novamente entra o fundo emergencial, que pode trazer mais tranquilidade para você manter as suas contas em dia caso tenha que passar por esse tipo de situação.

Saúde

Ter que lidar com doenças e até mesmo morte na família não é uma coisa fácil, mas acontece. Porém, o cenário se torna ainda pior se você acabar se endividando com os custos elevados que essas situações podem acarretar.

Contudo, não é preciso ter pânico, uma vez que com a reserva você pode passar por esse momento difícil sem precisar se preocupar com a questão financeira.

Dívidas

O controle financeiro é sempre a melhor forma de você não se endividar, mas, em alguns casos extremos, você pode fazer uso da reserva financeira para prevenir-se de ter que contratar um empréstimo de juros altos.

O que é preciso para ter essa reserva?

O primeiro passo para formar essa reserva envolve dois pontos básicos:

  1. Gastar menos do que se ganha;
  2. Poupar uma quantia todos os meses.

Para isso, anote todas as suas receitas e despesas, identificando até mesmo os possíveis pontos que podem ser economizados.

Inclusive, algumas ações simples já trazem economia para o seu bolso, tais como rever o plano de internet e contratar um pacote de TV de valor menor do que o seu atual, por exemplo.

A partir desses pontos, é preciso estabelecer um valor mensal que você pretende guardar. 

Afinal de contas, desenvolver o hábito de economizar e poupar é essencial para você começar a construir a sua reserva. No geral, uma boa média para poupar é de 30% da sua renda por mês.

Além disso, o indicado é que a sua reserva seja capaz de cobrir a manter seu padrão e estilo de vida por um período de 3 a 6 meses. Contudo, o ideal de verdade é conseguir criar uma reserva de 1 ano.

Como montar de fato a reserva financeira?

Visto a importância dessa reserva e entendendo que ela é realmente útil, você deve estar se questionando: mas como montá-la de fato?

Basicamente, esse fundo pode ser criado de duas formas: levando em consideração os seus gastos ou as suas receitas. Confira!

Despesas

Você deve começar calcular as suas despesas e gastos. Para isso, você deve somar todos os valores fixos e variáveis que tem todos os meses.

Caso a sua despesa mensal seja de R$ 2.000,00 por mês, por exemplo, a sua reserva de 6 meses deve ser de R$ 12 mil.

Receitas

Caso queira montar a sua reserva através das receitas, você deve levar em consideração o seu salário ou seu pró-labore.

Então, basta que você pegue o valor total e multiplique pela quantidade de meses na qual você deseja montar esse fundo.

Porém, mencionado o ponto anterior, é fundamental que você gaste menos do que ganha, pois caso contrário o fundo emergencial vai durar menos do que o tempo estabelecido por você.

Conclusão

Não tem outra saída: construir uma reserva financeira é a melhor maneira de você se preparar para os acontecimentos inesperados da vida.