Aplique a regra 50 15 35 em seu orçamento e não ficará mais no vermelho

Descubra neste guia rápido o que é essa tal de regra dos 50 15 35 e como ela pode ajudar a salvar sua vida financeira!

calculadora escrito regra 50 15 35 orçamento

Quando o assunto é fechar as contas do mês no azul, muitos palpites surgem, mas poucos realmente são úteis, concorda? Bom, saiba que não tem um segredo para manter as finanças em dia, mas tem método! Nesse sentido, a regra 50 15 35 é um bom exemplo do que dá certo.

Essa regrinha quando aplicada no orçamento familiar pode fazer verdadeiros “milagres” e é um dos modelos financeiros mais recomendados pelos especialistas, visto que seguindo ele não tem como perder o controle do seu dinheiro.

Então, se você está endividado, cheio de contas, parecendo que o salário não rende, em verdadeiro desespero financeiro, não se preocupe! Nós do site Notícia Oficial vamos te mostrar como organizar seu orçamento, para que consiga fechar o mês no azul, ou pelo menos no zero a zero e não no vermelho. Vamos lá?!

O que é a regra dos 50 15 35?

Trata-se de um método para organizar as finanças, no qual basicamente dividimos as despesas presentes em nosso orçamento em três categorias. Nessas categorias, atribuímos à porcentagem máxima que podemos gastar da nossa renda mensal, como: 

    • 50%: despesas essenciais, ou seja, as contas básicas do mês
    • 15%: gastos que são considerados prioridades financeiras, isto é, pagar dívidas em atraso, economizar ou investir
  • 35%: destinado às despesas relacionadas ao nosso estilo de vida, que são gastos com alimentação, vida saudável, viagens e etc.

Como funciona o método 50 15 35?

Agora que você já entendeu mais ou menos como é feita a divisão do seu salário mensal para os três grupos de despesas, vamos ver como cada categoria deve funcionar na prática?!

Categoria dos 50%

Essa é categoria que mais ocupará sua renda mensal, até mesmo porque são as despesas essenciais do dia-a-dia, que realmente pesam mais no orçamento, como:

  • Moradia (aluguel ou parcela do financiamento imobiliário) 
  • Energia 
  • Água
  • Internet
  • Telefone
  • Plano de saúde
  • Transporte
  • Educação (mensalidade de escola, cursos ou faculdade)

Assim, com a regra dos 50 15 e 35, o ideal é que essa primeira despesa nunca ultrapasse 50% da sua renda mensal

Se isso acontecer, é um sinal de que você deve rever alguns gastos, como tentar economizar luz para diminuir a conta, procurar um plano de internet mais barato, tentar renegociar o valor do aluguel, enfim.

Categoria dos 15%

Nessa ficam os gastos que são as suas prioridades e isso varia muito de família para família, pois cada uma tem uma situação financeira diferente.

Mas, de modo geral, aqui é importante pensar em:

  1. Quitar dívidas para limpar seu nome e voltar a ter crédito no mercado com menores taxas de juros
  2. Economizar para construir uma reserva de emergência ou realizar objetivos de vida
  3. Começar a fazer investimentos, para multiplicar seu dinheiro ao longo do tempo

A dica é seguir essa ordem, pois não dá para montar uma reserva financeira tendo dívidas, visto que elas consomem seu dinheiro devido aos altos juros, virando uma bola de neve sem fim.

Categoria dos 35%

Nessa categoria estão inclusos as despesas relativas ao seu estilo de vida, ou seja, os gastos com:

  • Alimentação (supermercado, fruteira, padaria, açougue, feira e etc.)
  • Qualidade de vida (academia, acompanhamento funcional, enfim)
  • Hobbies (cursos, treinamentos e passatempos que você tenha)
  • Refeições fora de casa (idas a barzinhos, lancherias, pizzarias, restaurantes e etc.)

A dica é que esse tipo de conta só entre no seu orçamento após todas as contas básicas serem pagas e você já tenha lidado com as prioridades do mês.

Se o orçamento mensal apertar, saiba que é aqui que você deve cortar gastos para economizar dinheiro.

Vamos a um exemplo prático de como seria a aplicação da regra do 50 15 35 em seu orçamento?

Bom, imaginando que a renda da sua família é de dois salários mínimos por mês, ou seja, R$2.200,00. Assim, nesse método você teria que:

  • R$1.100,00 para as despesas básicas
  • R$330,00 para as prioridades financeiras
  • R$770 para os gastos de estilo de vida

Então, esse método vale a pena?

Bom, só por ser um método que permite que você organize seus gastos e tenha mais controle do seu dinheiro já está valendo a pena, afinal, sem isso é bem difícil ter uma vida financeira estável.

Mas, além disso, há muitas outras vantagens de seguir a regra dos 50 15 35 em seu orçamento e a maior delas é que quando você tem noção para onde está indo seu dinheiro, consegue ter mais clareza para saber onde economizar e diminuir os gastos e esse é o segredo para fazer sobrar mais dinheiro ao final do mês.

E sabe o que é melhor ainda? Assim que você conseguir sair do vermelho, os 15% destinados ao pagamento de dívidas poderão ser aproveitados de forma melhor, para você começar a investir em seu futuro.

Contudo, atenção, pois, caso você esteja negativado, a ideia é trocar as porcentagens das categorias, ou seja, destine 15% de sua renda para os gastos relativos ao estilo de vida e os 35% para o pagamento das prioridades financeiras.

No mais, pode confiar, pois esse método é ótimo para pôr a sua vida financeira nos eixos novamente e em pouco tempo não terá mais que se preocupar com dinheiro faltando para pagar contas!