Pausar financiamento Caixa 2021 e descontos nas prestações está liberado

A Caixa anunciou que será possível seus clientes terem descontos ou pausar algumas prestações do financiamento imobiliário este ano. Veja como vai funcionar!

modelo de casa com ampulheta, calculadora, dinheiro e chaves, conceito imobiliário

O presidente do Banco Caixa Econômica Federal (Pedro Guimarães) anunciou nesta segunda-feira (07/06) que está liberado pausar o financiamento Caixa 2021, bem como será possível reduzir o valor mensal das prestações, considerando a atual crise financeira que a maioria dos brasileiros está enfrentando. 

Assim, o cliente poderá solicitar a suspensão e descontos nas parcelas do financiamento da Caixa por até seis meses, sendo essa uma medida para tentar aliviar o peso dessa despesa no orçamento familiar, afetado pela pandemia.

De modo geral, a redução no valor das prestações funcionará em escala, com descontos entre 25% e 74,99%, podendo ser solicitada através do app Habitação Caixa. 

Regras para pausar financiamento Caixa 2021

Só terão o direito de pausar o financiamento da Caixa em até seis parcelas nos próximos meses os clientes que estão recebendo o auxílio emergencial do governo federal ou que estão no seguro-desemprego.

Lembrando que esses dois benefícios são administrados pela Caixa Federal e por isso o banco tem os dados atualizados de todos os beneficiários nessas condições. 

Funcionamento para a redução das parcelas

Já para os clientes que tem interesse em pedir a redução no valor das parcelas do financiamento imobiliário da Caixa, as regras são um pouco diferentes, principalmente com relação ao prazo permitido. 

Via regra geral, só poderá baixar o valor das prestações por seis meses quem pedir o desconto de até 25%.

Descontos entre 25% e 74,99% só terá o direito de redução das parcelas por até três meses.

Além disso, é viável conseguir desconto superior a 75% no financiamento da Caixa. No entanto, nesses casos em específico é preciso reunir e apresentar no banco os documentos que comprovem a perda de renda do contratante, para que a Caixa Federal avalie a real necessidade. 

Os valores serão cobrados até o final do financiamento imobiliário

As parcelas não pagas durante a pausa ou pagamento parcial concedido em 2021 (proporcional ao percentual escolhido) serão adicionadas ao saldo devedor do contrato.

Dessa forma, o valor das prestações pausadas ou com desconto será acrescentado no prazo final do financiamento imobiliário.

Contudo, é preciso destacar esse benefício pode ter um custo extra ao cliente, pois segundo a Caixa Econômica Federal, o contrato de financiamento não está isento da incidência de juros, seguros e taxas posteriores. 

Mas, lembrando que a taxa de juros inicial do contrato e o prazo de pagamento pré-estabelecido não sofrem alteração, mesmo que o cliente decida pausar ou reduzir o valor das prestações.

No entanto, de acordo com o Pedro Guimarães, o acréscimo de juros e tarifas no valor das parcelas pausadas será bem pequeno ao longo do período de contrato. 

Por exemplo, quem optar por pedir a redução de 25% no valor da prestação durante os seis meses permitidos, os juros não voltarão em um único mês ou ao longo dos seis e sim durante o tempo restante do financiamento imobiliário.

Assim, caso o cliente x ainda precise pagar o financiamento por mais 10 anos, o acréscimo por pausar o financiamento da Caixa será diluído nesses anos.