Buscando Empréstimo

0%

Dinheiro do empréstimo do Auxílio Brasil pode demorar até 15 dias

O dinheiro que deveria ser liberado na conta em até 48h, está demorando duas semanas para cair na conta!

demora na liberação do empréstimo do Auxílio Brasil pode ser de até 15 dias

Além da demora na liberação oficial do crédito consignado para beneficiários do programa Auxílio Brasil, agora o impasse é outro… Os bancos que fazem empréstimo do Auxílio Brasil estão levando até 15 dias para liberar o valor na conta.

Cartão de crédito

Caixa Tem

  • Sem anuidade
  • Fácil aprovação
VER COMO SOLICITAR

Inicialmente, as ofertas de crédito prometiam liberação rápida do dinheiro, em até 48 horas, contudo, não é o que vem acontecendo, sendo a Caixa Econômica Federal o banco que mais está atrasando.

Em um comunicado ao Estadão, a Caixa informou que a demora na liberação do crédito é devido ao excesso de solicitações dos clientes, ou seja, há uma grande demanda, causando lentidão nos processos.

Quer saber mais sobre qual o prazo para o banco liberar o dinheiro do empréstimo Auxílio Brasil na conta e o que fazer em caso de demora excessiva? Continue conosco!

Dinheiro do empréstimo Auxílio Brasil só depois das eleições

Desde o início, o crédito do Auxílio Brasil é uma alternativa para as famílias de baixa renda terem dinheiro rápido e fácil.

Inclusive, a maior parte dos beneficiários que solicitaram o empréstimo disse que o dinheiro será usado para pagar contas em atraso, quitar dívidas e ajudar nas despesas da casa.

Ou seja, quem solicita o crédito consignado do Auxílio Brasil tem urgência e um dos principais atrativos era a liberação em até 48 horas.

No entanto, a Caixa (banco mais procurado para a solicitação do empréstimo) vem informando aos beneficiários que o depósito do dinheiro pode acontecer somente depois das eleições, ou seja, após o dia 30 de outubro.

Na página da Caixa, o informado é que o crédito é liberado na conta bancária do beneficiário entre 2 e 15 dias.

Porém, o Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) recebeu relatos de beneficiários no qual o dinheiro do empréstimo foi prometido somente para dezembro.

Além disso, muitas pessoas estão reclamando da falta de organização, pois no aplicativo do Caixa Tem da Poupança Social Digital o pedido que constava como “Aprovado”, dias depois volta para “Em processamento”.

Inclusive, nas redes sociais milhares de beneficiários do programa estão reclamando sobre o atraso no pagamento do empréstimo do Auxílio Brasil.

CONHECER EMPRÉSTIMO AUXÍLIO BRASIL

Vale a pena fazer o empréstimo do Auxílio Brasil?

O próprio presidente Jair Bolsonaro (PL) já se posicionou contra o crédito do Auxílio Brasil, dizendo que é viável apenas para quem não tem mais outras opções.

O motivo para isso é que se trata de um empréstimo consignado, ou seja, o valor da parcela mensal é descontado automaticamente do benefício mensal.

Sendo assim, como até 40% do valor do benefício é comprometido com parcelas, é dinheiro a menos na conta todos os meses.

Além disso, esse é um empréstimo consignado caro, pois a taxa de juros anual passa de 50%, ficando bem acima da média para esse tipo de crédito.

Sem contar que muitos beneficiários estão se deparando com tarifas extras na contratação, que encarecem ainda mais o empréstimo.

Há relatos de clientes que fizeram o empréstimo e veio “embutido” seguro prestamista e juros de acerto, que não são obrigatórios hoje em dia.

O seguro prestamista é um valor adicional que se paga em cada parcela, no qual é usado como fundo reserva caso a pessoa venha a não quitar o empréstimo, que nesses casos é raro de acontecer, somente se o benefício for cancelado ou o beneficiário vier a falecer.

Já os juros de acerto é um valor adicional que se paga quando o banco prorroga o prazo inicial de pagamento, ou seja, primeira parcela somente para mais de 30 dias.

De acordo com o Idea, a cobrança desse tipo de taxa é abusiva e o cliente não é obrigado a pagar.

O beneficiário pode escolher o empréstimo consignado sem seguro prestamista e exigir a primeira parcela antes de 30 dias, retirando os juros de acerto.

Inclusive, vale ressaltar que “embutir” o prestamismo no cliente sem autorização prévia ou impor o pagamento dos juros de acerto dá processo.

Nesses casos, o beneficiário pode recorrer ao Procon e até mesmo à Justiça Federal, através do tribunal de pequenas causas.

Por esses e outros motivos que não recomendamos o empréstimo do Auxílio Brasil, pois até o momento temos visto que é um crédito caro, demorado, burocrático e nada vantajoso em curto prazo.

Há outras opções de empréstimo consignado que você pode solicitar e pagando taxas bem menores, confira!

10 EMPRÉSTIMOS CONSIGNADOS FÁCEIS DE APROVAR AINDA HOJE