Limite noturno para o PIX começa a valer em 4 de outubro

Confira aqui todos os detalhes do novo limite de transferência via PIX para o turno da noite, das 20h às 06h!

Homem europeu adulto barbudo estupefato mantém a boca aberta e olha fixamente aterrorizado, segura o celular descobre notícias chocantes vestido com um macacão casual

O PIX é um sistema de pagamentos instantâneo e gratuito, ou seja, o usuário consegue enviar e receber dinheiro a qualquer momento sem pagar nenhuma taxa, onde a quantia cai na conta na hora.

Contudo, essa facilidade para transferir dinheiro se tornou um gatilho para que criminosos pratiquem golpes financeiros aos usuários, até mesmo casos de sequestros relâmpagos. Por isso, o Banco Central definiu um novo limite noturno para o PIX, que entra em vigor nas próximas semanas.

A partir do dia 4 de outubro, os usuários do PIX só poderão movimentar até R$1 mil entre as 20h e 06h da noite. O mesmo também valerá para outros tipos de transferências, como TED e DOC.

Por isso, para ficar atento às novas regras e saber exatamente o que pode ou não ser feito, confira todos os detalhes a seguir!

Novo limite noturno para transferências via PIX

O Banco Central anunciou nesta quinta-feira (23 de setembro), que o novo limite para transferências bancárias via PIX no período noturno (mil reais) começa a valer para os usuários a partir do dia 4 de outubro.

A mudança busca uma forma de minimizar ações de criminosos, considerando o crescimento no número de registros de assaltos e sequestros envolvendo o PIX, principalmente durante a noite, devido a ser um pagamento rápido.

Assim, com a imposição de limite de horário para transações feitas pela plataforma, valores superiores a R$1 mil ficarão “bloqueados” entre as 20h e 6h da madrugada.

O novo limite do PIX foi definido após um estudo no comportamento dos próprios usuários.
O BC viu que nesse período da noite, cerca de 90% das transferências noturnas realizadas não passam de R$500,00, ou seja, o limite noturno de R$1.000,00 satisfaz a atual demanda.

Contudo, saiba que o usuário PIX não ficará totalmente limitado, pois será possível estabelecer outros limites, desde que com antecedência.

Se o cliente desejar ter uma menor ou maior margem de limite para enviar via PIX, basta alterar no aplicativo do seu banco.

Dessa forma, a instituição que o cliente tem a chave PIX cadastrada terá no mínimo 24h e no máximo 48h para aprovar a mudança no limite noturno. Se o pedido for feito na própria agência bancária, a alteração será imediata.

Além disso, os usuários poderão cadastrar contas de confiança, nos quais essas estarão liberadas para receber valores acima de mil reais durante a noite.

Medidas de segurança aprovadas e que também passam a valer

Além do novo limite noturno para o PIX, foi aprovado também uma resolução que contribuirá para diminuir o número de golpes financeiros praticados aqui no Brasil.

A partir do dia 16 de novembro, todos os bancos e instituições financeiras serão obrigados a enviar relatórios mensais para o Banco Central, detalhando informações sobre fraudes ou tentativas de golpes na prestação dos serviços de pagamento.

Tudo isso contribuirá para que novas medidas sejam adotadas para acabar com os crimes financeiros, especialmente com relação ao PIX, que por ser um meio de transferência imediata a qualquer dia e horário, os criminosos veem uma oportunidade mais fácil de lesar as vítimas.