Golpes financeiros em 2021: Conheça e proteja-se deles

Os golpes financeiros deste ano estão cada vez mais sofisticados e lesando milhares de brasileiros. Veja aqui alguns desses e como se proteger!

Teclado de computador com chave vermelha que diz FRAUDE, perigos on-line

Os golpes financeiros estão mais frequentes desde a pandemia e cada dia mais fazem novas vítimas. Segundo uma pesquisa realizada pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos), do ano passado para cá, esse tipo de situação aumentou mais de 44%, principalmente os que usam o nome de instituições financeiras renomadas no mercado.

Mas, porque será que isso está acontecendo? Bom, a pandemia agravou a crise econômica no país, a taxa de desemprego passa de 14%, muitos estão sem nenhuma renda…

Todos esses fatores acabam deixando os brasileiros mais vulneráveis, se tornando vítimas “mais fáceis”, visto que muitos na tentativa de arrumar dinheiro acabam acreditando nessas falsas notícias.

Por isso, confira aqui quais são os principais golpes financeiros no Brasil que estão sendo praticados e como não se tornar mais uma isca nesse sistema!

1 – Golpes financeiros envolvendo o auxílio emergencial

Aplicativo falso e links encaminhados por redes sociais prometendo esse benefício do governo estão ganhando popularidade e a cada novo dia, mais vítimas são lesadas. 

O mais comum é receber um link, como dizendo que você receberá uma nova parcela. Só que ao clicar, o usuário vai para uma página falsa sobre a nova rodada do auxílio emergencial, por exemplo.

Normalmente, essas páginas solicitam que para dar continuidade ao processo, a pessoa responda algumas perguntas e até mesmo compartilhe o conteúdo com seus contatos.

Depois, você precisa informar os seus dados pessoais, como CPF  e data de nascimento, para checar a aprovação do benefício.

O golpe do falso auxílio se aproveita de pessoas que precisam de dinheiro para pagar as contas e comer para roubar seus dados.

A melhor forma de se proteger é buscar informação através de fontes confiáveis, como o próprio aplicativo Caixa Tem. 

Além disso, jamais repasse mensagens sem verificar a veracidade. Na dúvida, pesquise no Google sobre o assunto para saber se é golpe. 

E por fim, jamais forneça dados pessoais e bancários sem ter 100% de certeza de que o site ou app é confiável e seguro.

2 – Golpes envolvendo o PIX

Outro tipo de golpe que vem crescendo no Brasil é os que envolvem o PIX, o sistema de pagamentos instantâneos e gratuitos.

Atualmente, o PIX é a forma de pagamento mais utilizada entre os brasileiros, sendo uma alternativa mais barata e rápida para a TED e DOC.

Com esse novo sistema, o pagamento cai na conta no mesmo segundo, a qualquer dia ou horário da semana, inclusive em feriados e finais de semana.

Só que essa facilidade atrai os estelionatários e por isso é um dos golpes financeiros em alta.

O mais recente dos golpes envolvendo o PIX é o de falsas mensagens de instituições que chegam até o usuário, na tentativa de roubar seus dados e dinheiro.

A mensagem costuma se passar por uma instituição renomada no mercado, solicitando que você registre sua chave PIX naquele banco, por exemplo, para ter mais benefícios.

O problema é que sem se dar conta, você acaba informando seus dados (CPF, número de telefone e e-mail) aos estelionatários. 

Inclusive, em algumas situações, os golpistas pedem seus dados bancários e de autenticação, tais como número da sua conta e senha do banco.

Por isso, para proteger-se desses golpes financeiros, sempre use os canais oficiais das instituições financeiras, como site e aplicativo.

Além disso, desconfie de qualquer link enviado via redes sociais ou apps de mensagens, pois com certeza o banco não pedirá suas informações assim.

3 – Golpe do “Te vi pelado na internet”

Esse é um dos golpes financeiros na internet que mais tem aumentado e assustado os brasileiros. 

Mensagens como: “Eu tenho péssimas notícias para lhe dar. Tive acesso a sua câmera e tenho aqui algumas imagens suas pelado(a)”, são mais comuns do que imaginamos. 

Esse tipo de golpe se intensificou no ano passado e já atingiu milhões de pessoas e não é só aqui no Brasil, mas nos Estados Unidos também.

Os golpistas costumam usar o medo e a pressão para pedir transferências em dinheiro (ou Bitcoins) para não divulgarem suas imagens, que não existem.

Então, se uma mensagem assim chegar a você, primeiro mantenha a calma, para não dar seu dinheiro a esses golpistas.

Além do mais, saiba que extorsão é crime, independentemente do criminoso ter ou não algo comprometedor seu.

Por isso, é importante registrar um boletim de ocorrência (B.O.) nesses golpes financeiros, de preferência em uma delegacia especializada em crimes cibernéticos.

Além disso, nunca responda a mensagem, não interaja e não revele nenhuma informação sua. 

4 – Golpes financeiros envolvendo motoboys

Outro dos golpes financeiros no Brasil que vem crescendo é o do motoboy, que já fez milhares de vítimas.

Nesse golpe, o criminoso costuma se passar pela central de segurança do seu banco, ligando ou enviando mensagem para verificar uma compra suspeita em seu cartão de crédito.

No momento, a primeira reação é dizer que não fizemos a compra, certo? Assim, o golpista se aproveita da situação e diz que seu cartão de crédito foi clonado.

Logo depois, o criminoso afirma que seu cartão teve de ser bloqueado e que um entregador (motoboy) irá passar para recolhê-lo. Pode acontecer também do golpista só solicitar a senha do seu cartão para verificar o problema. 

Inclusive, alguns recomendam que o cliente quebre o cartão, como prova de que não poderá mais ser usado. Mas, saiba que o cartão quebrado ao meio não garante que ele não possa ser usado novamente.

Isso porque se o golpista tem o número do cartão e o código CVV, pode fazer compras online, mesmo sem ter o cartão físico.

Então, uma das dicas de como não cair em golpes financeiros desse tipo é primeiramente manter a calma e pensar de forma lógica e racional.

Enquanto está conversando com a pessoa, abra o aplicativo do seu cartão e verifique se realmente tem uma compra que não foi você que fez.

Além disso, não tome uma decisão assim de forma imediata. Entre em contato com os canais de atendimento oficiais do emissor do seu cartão.

Até mesmo porque nenhum banco ou financeira irá pedir um dado confidencial como a senha do seu cartão, muito menos por telefone e tampouco pedir que você entregue a terceiros.

Conclusão

Portanto, agora você já sabe um pouquinho mais sobre os tipos de golpes financeiros que estão sendo praticados contra os consumidores brasileiros.

É preciso ficar alerta para evitar ter seus dados pessoais e bancários roubados, pois com poucas informações os golpistas podem fazer um verdadeiro estrago em sua vida financeira!