Entenda como funciona o cartão de crédito no seu orçamento

Veja aqui como funciona o cartão de crédito em suas finanças, isto é, quais são os riscos e vantagens de poder comprar parcelado!

mulher deitada no sofá da sala olhando para seu cartão de crédito com dúvida
Young african-american woman shopping online with credit card and laptop, lying on floor at home, copy space

Saber como funciona o cartão de crédito é essencial hoje em dia, considerando que esse é uma das principais formas de pagamento utilizada pelos brasileiros atualmente. Além disso, segundo uma pesquisa do aplicativo financeiro GuiaBolso, quanto menor a renda da família, maior é o uso do cartão nas compras do dia-a-dia.

Mas, é preciso avaliar se o cartão de crédito é bom para suas finanças, uma vez que por mais que possibilite a compra de bens e serviços de maneira mais facilitada, ainda assim, quando não usado de forma consciente, pode se tornar um verdadeiro pesadelo em seu orçamento.

Então, como prevenir é melhor do que remediar, antes de solicitar um cartão para você, o ideal é entender como funciona o cartão de crédito! Quanto à isso não se preocupe, pois a seguir mostraremos tudo o que você precisa saber antes de começar a comprar com um cartão de crédito! Vamos lá?!

É preciso ter conta em banco para ter um cartão de crédito?

Muitas pessoas ainda acreditam que para ter um cartão de crédito é necessário ter uma conta corrente em banco. Entretanto, saiba que isso é coisa do passado, pois existem diversas opções de cartões totalmente desvinculados de banco.

Bons exemplos disso são: Cartão Americanas, Cartão Méliuz, Cartão Superdigital, Cartão Mooba, entre outros. 

Assim, tenha em mente que para ter um cartão, você não precisa de conta em banco, basta ser pessoa física ou ter CNPJ no caso de cartões de crédito para empresas. Além disso, não é somente os bancos que podem emitir um cartão na modalidade crédito, pois instituições financeiras, como o cartão de crédito Olé ou até mesmo as famosas fintechs, como, por exemplo, o cartão da Nubank.

Então, se a sua dúvida é sobre quem pode ter cartão de crédito, saiba que, basicamente, qualquer pessoa. 

Alguns bancos e financeiras verificam informações sobre você como consumidor, tal como a sua renda, seu histórico de pagamentos no mercado, se está negativado ou não, enfim.

Todos esses critérios são importantes para definir se você tem ou não condições de arcar com as despesas no cartão de crédito.

Além disso, essa análise é importante para definir o limite disponível em seu cartão, ou seja, quanto será liberado de crédito para você gastar mensalmente. 

Quanto gastar no cartão durante o mês?

Uma das maiores dúvidas dos brasileiros é como funciona o limite do cartão de crédito, ou seja, o que você pode gastar.

Por mais que você tenha um cartão com limite de R$3.000,00 mensais, saiba que não é prudente “estourar o limite”.

Isso porque o limite de crédito não inclui apenas as compras feitas durante o mês, mas também as outras que estão parceladas em várias vezes.

Por isso, saiba que você estará sempre atrás do cartão de crédito, isto é, pagando prestações de meses anteriores, que vão se acumulando com as atuais. 

É justamente por essa razão que os especialistas recomendam que você use, no máximo, 30% da sua renda mensal nas compras feitas no cartão de crédito.

Por exemplo, se você ganha R$2.000,00, a dica é utilizar até R$600,00 no mês, mesmo que o seu limite de crédito seja maior que isso.

Com essa estratégia fica bem mais fácil controlar os gastos e evitar o endividamento, pois o cartão de crédito é uma das despesas que mais leva os brasileiros à inadimplência.

Qual é a data limite para o pagamento da fatura do cartão de crédito?

Se você tem dúvidas sobre quando deve pagar seu cartão, saiba que isso depende muito.

Normalmente, o emissor do cartão de crédito oferece previamente algumas datas para que o cliente escolha o melhor dia para pagar.

Mas, independentemente se a sua fatura vence dia 5 ou 15 de cada vez, tente ao máximo não pagar atrasado.

Isso porque os juros do rotativo do cartão são um dos mais altos no mercado, podendo chegar até 300% ao ano.

Assim, quanto mais dias você atrasar o pagamento do cartão, mais juros pagará na próxima fatura. 

Qual é o melhor dia para comprar no cartão?

Muitas pessoas passam anos comprando com o cartão de crédito, mas nunca pararam para olhar o melhor para gastar. 

Contudo, saiba que é fundamental entender como funciona um cartão de crédito, especialmente com relação as gastos que fará nele.

Nesse sentido, geralmente, a melhor data para usar seu limite disponível fica entre cinco e dez duas antes do dia de vencimento da sua fatura.

O motivo dessa lógica é simples: se você comprar após essa data de virada do cartão, os gastos irão para a próxima fatura. 

Por exemplo, se o seu cartão vence a fatura no dia 10 e o emissor lhe disse que a melhor data de compra é 8 dias antes. Assim, se você comprar a partir do dia 3, todos esses gastos irão para o próximo mês. Já se comprar antes, essas despesas terão que ser pagas até o dia 10 deste mês.

Quais são os tipos de cartões oferecidos no mercado?

De acordo com o Banco Central, existem dois tipos de cartões de crédito:

  • Cartão Básico

Pode ter cobertura nacional ou internacional e é utilizado nas compras de produtos e serviços em estabelecimentos credenciados a bandeira do cartão.

Mas, esse tipo de cartão de crédito não pode estar associado a programa de recompensas, benefícios ou milhas. Além disso, geralmente, a taxa de anuidade nos cartões básicos é menor.

  • Cartão Diferenciado: 

É um cartão mais completo que o mencionado acima, justamente por oferecer programas de recompensas, benefícios ou milhas à seus clientes.

Mas, claro que isso tem um preço e por isso, geralmente, a anuidade paga é maior do que o cartão básico.

Que tipo de taxas posso ter que pagar para usar um cartão de crédito?

Ah, as “malditas” taxas dos cartões de crédito… Embora muitos cartões hoje em dia não cobrem anuidade ou taxa para a emissão do cartão físico, saiba que nem todos são assim.

Por isso, listamos a seguir todas as taxas que podem ser cobradas de você: 

  • Anuidade
  • Avaliação de crédito emergencial
  • Pagamento de contas
  • Saque de dinheiro
  • Segunda via do cartão de crédito

Além do mais, o emissor do seu cartão ainda tem o direito de cobrar algumas tarifas extras, referente à serviços diferenciados.

Estamos falando, por exemplo, do envio de mensagens automáticas toda vez que utilizar seu cartão de crédito ou no caso de um cartão diferenciado, a cobrança de tarifas referente a contratação de planos de benefícios.

Mas, para não ter surpresas e entender exatamente como funciona o pagamento mínimo do cartão de crédito e etc., no momento da contratação solicite a tabela com as tarifas e CET (Custo Efetivo Total, que abrange todas as taxas e encargos cobrados pelo cartão).

Como funciona o rotativo do cartão?

Com certeza você já ouviu falar do terrível juros do rotativo do cartão de crédito, não é mesmo?

Bom, saiba que é para ter medo mesmo, pois é uma das taxas mais altas cobradas no mercado quando o assunto é crédito.

Mas, você só irá pagar os juros do rotativo se quiser, pois se trata de uma taxa quando o cliente não paga o valor integral da fatura. 

Nesses casos, quando você decide pagar apenas o valor mínimo da fatura, o saldo restante fica sujeito aos juros do rotativo.

Vamos à um exemplo: Se a sua fatura fechou em R$700,00 e você não consegue pagar todo esse valor, apenas R$150,00, os R$550,00 restantes serão acrescidos de juros no mês seguinte.

Em suma, os juros do rotativo são um problemão, pois a conta que era pequena vai aumentando cada vez mais, virando uma bola de neve.

Então, é saber como funciona o pagamento mínimo do cartão de crédito, para evitá-lo.

Além disso, no caso de atraso no pagamento da fatura, também são cobrados juros rotativos, bem como multa de 2% e mais juros de mora de 1% ao mês sobre o valor total.

Conclusão

Portanto, agora você já sabe como funciona o cartão de crédito, certo? Tendo isso em mente, use esse produto com moderação.

O cartão de crédito deve ser um meio para facilitar a sua vida financeira e não para torná-la um pesadelo, pense nisso!

E por fim, a dica que damos é que não utilize o limite do cartão para as compras do dia-a-dia, como gastos com combustível e alimentação. 

Essas são despesas altas e que você tem todo o mês, ou seja, estará sempre pagando uma conta feita meses atrás.

O ideal é usar o cartão de crédito para adquirir bens e serviços que você não consegue comprar à vista, como uma viagem, itens para sua casa, enfim.