Tudo o que você precisa saber sobre tesouro direto

Conheça mais sobre o investimento Tesouro Direto e entenda porque ele pode ser uma das melhores opções para sua carteira!

planilha de dados e calculadora

Você já ouviu falar sobre investir no Tesouro Direto? Sabe que a rentabilidade dessa aplicação é muito melhor do que deixar seu dinheiro na conta poupança? Bom, se você não faz a mínima ideia do que estamos falando, não se preocupe.

O brasileiro não é um dos exemplos mais notáveis quando o assunto é poupar e investir, visto que, segundo dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), apenas 42% investe em algum produto financeiro

Além disso, a maioria dos investidores brasileiros tem um perfil mais conservador, optando por investimentos mais seguros (como a poupança, por exemplo), mesmo esses sendo menos rentáveis. O problema é que existem investimentos muito mais atrativos, como é o caso do Tesouro Direto!

Estamos falando de um tipo de investimento seguro, que requer uma quantia mínima de R$30,00, tem boa rentabilidade e liquidez diária, custodiado na B3 e é 100% garantido pelo Tesouro Nacional.

Por isso, se você está atrás de opções de como investir com pouco dinheiro, neste guia apresentaremos a você tudo o que precisa saber sobre o Tesouro Direto! Confira!

ÍNDICE DE CONTEÚDO:

  • O que é tesouro direto?
  • Como investir nesse título público? 
  • Qual é o valor mínimo para investir?
  • É seguro fazer investimentos no tesouro direto? 

 

O que é Tesouro Direto?

Há muitas dúvidas sobre o Tesouro Direto o que é… Bom, então, saiba que estamos falando de um título público criado em janeiro de 2002 pelo governo federal, através do Tesouro Nacional. 

O principal objetivo de criar esses títulos federais foi de arrecadar fundos para então realizar o pagamento da dívida pública do país.

Por isso, não pense que o governo é amigável com você por criar esse título. O que acontece de fato é um empréstimo e você por estar investindo e emprestando dinheiro para o governo, recebe uma quantia adicional por isso. 

Na prática não há segredo em entender sobre o Tesouro Direto como funciona, uma vez que são emitidos “títulos de dívida pública” para investidores que querem comprá-los e em troca esses recebem juros ao longo do tempo.

Então, resumidamente, esse é um título público de renda fixa, isto é, no momento da aplicação é possível saber quais são as condições de rendimento.

Como investir nesse título público? 

Há duas maneiras de investir no Tesouro direto hoje

1- Através de uma corretora ou instituição bancária:

Para investir através da corretora ou banco é não há segredo. O primeiro passo é abrir uma conta na instituição que deseja usar (é bom fazer uma pesquisa prévia para saber as corretoras e os bancos mais utilizados).

Na hora de escolher, o ideal é priorizar dois aspectos fundamentais: atendimento e cobrança de possíveis taxas. 

Feita a sua escolha e ter já a conta aberta, basta informar à corretora ou banco que quer investir no Tesouro Direto. Eles irão enviar a você os “termos de aceite” para ler e dar o ok.

Posterior a isso, você receberá uma senha de acesso à área restrita do site do Tesouro. A partir daí, basta que você transfira seus recursos para a corretora/banco, escolha o título e pronto, só investir.

2- Através do próprio Tesouro:

Para investir através do Tesouro, após o cadastro no agente de custódia (corretora ou banco) e ter sua senha criada, você poderá acessar a área restrita do site do Tesouro e fazer a compra e venda dos títulos, a programação de investimentos, consulta de extrato e etc.

Mas, então, qual o melhor modo a utilizar? Tanto faz! A forma que você achar mais prática. 

A grande maioria das pessoas utiliza o agente de custódia como intermediador, considerando que é uma maneira mais amigável e fácil de utilizar, mas isso vai do gosto de cada um.

Qual é o valor mínimo para investir?

Agora que você já entendeu um pouco mais sobre o Tesouro Direto como investir, deve estar se perguntando sobre qual o valor que é necessário para começar seus investimentos, não é mesmo?

Bom, segundo o próprio site do Tesouro: “A quantidade mínima de compra é a fração de 0,01 título, isto é, 1% do valor de um título, desde que respeitado o valor mínimo de R$ 30,00. 

Temos como exemplo o “Tesouro Direto prefixado com Juros Semestrais 2031” do dia 15/03/18, que valia R$1.048,92. O valor de R$ 10,48 corresponde a 0,01 do título, mas está abaixo do valor mínimo necessário para investir.

Assim, por esse valor ainda estar abaixo do mínimo que é possível investir, a primeira fração que é possível comprar deste título é 0,03, o que dá uma quantia de R$ 31,46. 

Mas, você não é preciso quebrar a cabeça com essas contas sempre, pois há uma tabela do tesouro direto preços e taxas dos títulos públicos disponíveis para investir disponível no site do Tesouro que já mostra o valor mínimo possível de investir em cada título.

É seguro fazer investimentos no Tesouro Direto? 

Antes de pensar no Tesouro Direto rentabilidade, você deve se questionar se esse é realmente um investimento seguro e que vale a pena.

Bom, podemos dizer que esse é considerado o investimento mais seguro do mercado, justamente por ter a garantia do Tesouro Nacional. Afinal, é mais fácil um banco (que emite um CDB) quebrar do que um país.

Porém, como nem tudo é perfeito, existem duas formas de você não ver a cor do seu dinheiro investindo no Tesouro Direto: 1) caso o país quebre; 2) caso o governo dê um calote.

 O fato de um país quebrar não tem por onde correr, mas quem em sã consciência investiria em um país que está indo mal das pernas? E o Brasil está longe disso por enquanto. 

Já um calote é possível, mas quase que improvável, pois qual governo daria calote em uma parcela privilegiada de sua população que possui dinheiro para injetar no país através dos investimentos? Isso sem contar que investidores externos retirariam todo o dinheiro investido do país.

Então, pensando nessas perspectivas, podemos concluir que o Tesouro Direto é confiável e seguro, ou seja, pode investir seu dinheiro tranquilamente. 

Portanto, chegamos ao fim do nosso guia sobre o Tesouro Direto!

Não tenha receio de investir e a dica é sempre começar com valores baixos e um bom tipo de investimento para iniciantes é o Tesouro Direto Selic.

Esse é o título mais conservador entre todos, pois ele acompanha a taxa Selic, a taxa básica de juros da economia do país, além de ser o único que não sofre a marcação a mercado!