Portabilidade de crédito: Entenda como funciona

Conheça a portabilidade de crédito, que permite que você transfira seu empréstimo ou financiamento para bancos com menores taxas e melhores condições de pagamento!

Feche acima, mão que põe a pilha das moedas do dinheiro no dinheiro da economia e no conceito crescente do negócio simulando a portabilidade de crédito

A portabilidade de crédito tem sido uma forte aliada na hora do brasileiro colocar as contas em dia e evitar o terrível endividamento e nome negativado, sendo um dos tipos de portabilidade bancária mais procurada nos últimos anos.

Isso porque essa é a opção que os consumidores têm de buscar mais vantagens durante a contratação de seus empréstimos e financiamentos, já que é possível trocar o banco no qual você está com a dívida, no intuito de conseguir melhores condições de pagamento, como menores taxas de juros e opções de parcelamento que caibam no seu bolso.

Entretanto, mesmo sendo um serviço bancário extremamente útil, ainda há milhões de brasileiros que não fazem a mínima ideia de que existe e como funciona essa portabilidade, mesmo se tendo uma enorme gama de concorrentes financeiros em nosso país.

Por isso, se as parcelas da sua dívida estão pesando no orçamento, leia este guia exclusivo do Notícia Oficial que vamos te explicar como ter um contrato com melhores condições, juros baixos e um Custo Efetivo Total mais vantajoso!

O que é portabilidade de crédito?

A portabilidade de crédito é diferente da portabilidade de conta bancária, por exemplo. Trata-se de uma opção onde o cliente pode trocar sua dívida para uma nova instituição financeira, que aceite seu contrato de crédito e principalmente que ofereça condições mais vantajosas que o banco atual.

Assim, caberá ao cliente firmar contratos que estejam dentro da linha daquilo que ele poderá pagar, para que assim saia logo da tão temerosa dívida.

Sair da “bola de neve” é necessário na hora de limpar o nome e ter mais oportunidades financeiras para realizações pessoais e é justamente essa a função da portabilidade bancária de crédito.

Tipos de portabilidade de crédito

Quando falamos em crédito, estamos nos referindo a tudo o que você paga posteriormente a uma determinada instituição financeira.

Segundo o Banco Central (BC), desde o ano de 2013 há essa possibilidade de trocar o contrato de crédito de um banco para outro, onde qualquer pessoa (física ou jurídica) pode solicitar o serviço, na intenção de conseguir mais crédito, baixas as taxas de juros praticadas e até mesmo renegociar as parcelas, com prazos mais estendidos, por exemplo.

Dessa forma, a portabilidade de crédito aplica-se aos seguintes tipos de contratos:

Como funciona a portabilidade de crédito?

Caso o cliente opte por fazer a portabilidade de crédito, é necessário em primeiro lugar avaliar quais condições os bancos concorrentes vão oferecer na hora de transferir os seus déficits financeiros.

Para isso, caberá ao usuário entrar em contato com a instituição escolhida e ver se essa trabalha com melhores condições na transferência da dívida.

É preciso comparar as taxas de juros e o Custo Efetivo Total (CET) do contrato, visto que uma das exigências para o antigo banco aceitar a portabilidade é que os juros sejam mais baixos.

Além disso, é importante salientar que pode haver ou não a cobrança de tarifas pela transferência da dívida, dependendo do banco escolhido.

O que o banco ganha com a portabilidade?

O Banco Central entende que a portabilidade de empréstimos e financiamentos, por exemplo, abre ampla concorrência entre as mais variadas instituições financeiras em nosso país.

Vale também ressaltar que as fintechs têm chegado forte nesse tipo de mercado e a carga de juros tende a diminuir com isso.

Visto isso, de modo geral, os bancos ganham em competitividade de mercado, ou seja, buscam trabalhar com taxas mais atrativas para fidelizar o cliente, com a intenção de que esse não migre para a concorrência.

Quando é possível solicitar portabilidade de crédito?

Uma regra que todo cliente deve fazer antes de solicitar qualquer transferência para banco é pedir que seja enviado o CET para a nova operação.

Somente por meio dessa taxa de juros que será possível comparar em termos financeiros a vantagem ou não da troca.

Com ambas as partes de acordo no processo da troca, o agente responsável pelo dinheiro enviará ao antigo detentor do contrato os valores da dívida e liquidará o empréstimo com aquela instituição, abrindo precedente para que o cliente se acerte neste novo contrato.

O que levar em consideração?

Quando falamos na portabilidade de crédito, o principal objetivo é que o novo negócio seja interessante ao bolso do cliente, ou seja, para a troca ser vantajosa é preciso ter juros abaixo do que estava pagando.

Lembre-se de ler o novo contrato e fique alerta sobre o não pagamento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre o valor passado.

Além disso, é importante pensar sobre alguns critérios na hora de pedir a portabilidade da sua dívida para outro banco, como:

  • Valor da taxa de juros: É preciso comparar o CET e avaliar se é ou não vantajoso e será ele também que dirá quais são os melhores valores
  • Cláusulas contratuais: Avalie quais os termos destacados em contrato que possam ser relevantes ao seu bolso e quais formas de contratação de banco para banco
  • Valores: Nem sempre uma taxa de juros baixa corresponde a um bom benefício. Assim, avaliar o CET é fundamental para que o valor da sua dívida diminua, visto que quanto menor esse conjunto de taxas, menos pagará ao banco pelo empréstimo
  • Quantidades das parcelas: É possível permanecer com o mesmo número de parcelas pagando menos, com os juros menores quando comparados com o antigo contrato

Melhores bancos para fazer portabilidade de crédito

Pensar sobre qual o melhor banco para fazer portabilidade de crédito abre uma gama de opções, deixando o cliente em dúvida sobre o que decidir.

Por isso, antes de escolher a nova instituição, é essencial calcular o tamanho da dívida, CET, juros, score no nome, entre outras situações.

Mas, não se preocupe, pois para facilitar o seu trabalho, separamos a seguir uma lista com os melhores bancos para fazer portabilidade de crédito, isto é, aqueles que já oferecem as melhores condições aos clientes, confira!

Banco Pan

Cartão de Crédito

Pan Platinum

  • Limite alto
  • Com cashback

Saiba como solicitar

No Banco Pan o usuário contará com taxas de juros pequenas, além de participar do programa de acesso aos serviços exclusivos da instituição dentro de plataformas como consignado, portabilidade de crédito e troco. Quanto mais vantagem melhor é a forma de contrato para o seu bolso.

BMG

Cartão de Crédito

BMG Multi

  • Sem anuidade
  • Juros baixos

Saiba como solicitar

O cliente BMG poderá ter um cartão de crédito internacional, sem anuidade e com cashback, além de participar do seu clube de vantagens com acesso aos mais variados tipos de produtos e serviços que o mercado pode proporcionar aos seus contratados.

Além disso, vale destacar que ao solicitar a portabilidade para esse banco, você terá tudo o que precisa em um só lugar, através do aplicativo do banco, que é moderno e fácil de usar.

Santander

Cartão de Crédito

Santander SX

  • Limite alto
  • Vantagens Exclusivas

Saiba como solicitar

Dentre as principais vantagens dos espanhóis do Santander, a mais operante dentre os seus clientes tem sido a portabilidade por troco, que oferece uma troca de dívidas e mais condições na hora de se livrar dos débitos em atraso.

Além disso, um dos diferenciais da portabilidade de crédito do Banco Santander é que o Custo Efetivo Total é bem atrativo.

Bradesco

Cartão de Crédito

Bradesco NEO

  • Internacional
  • Juros baixos
Saiba como solicitar

No Bradesco o usuário vai contar com zero pagamento de tarifas ao fazer sua portabilidade. Além do mais, quando a instituição estiver assumindo o débito, ela vai acertar tudo de maneira direta com o concorrente, em até 5 dias úteis. As taxas também são bem interessantes aos usuários do INSS.

Vale a pena fazer portabilidade de crédito?

Depende! A regra é sempre a mesma quando falamos na avaliação de contratos e a forma como o CET será aplicado, para que também os juros possam estar abaixo do contrato antigo.

É indispensável que o cliente tenha o hábito de fazer um estudo de mercado sobre quais bancos oferecem os melhores serviços e não fica só na questão do pagamento e sim em quais são os benefícios da nova instituição.

Vantagens

Dentre as principais vantagens que podemos destacar é a oferta de valores que poderá existir na hora de contratar a portabilidade de crédito.

Além disso, ao solicitar a portabilidade para outro banco, você poderá ter acesso a novos produtos financeiros na instituição, como cartão de crédito com benefícios exclusivos, limite do cheque especial diferenciado, participação no programa de fidelidade do banco e etc.

Desvantagens

Ficar preso em uma dívida não é nada interessante quando falamos desse assunto que assola a população brasileira.

Por isso, a regra é entrar num contrato vantajoso e também sair dele o quanto antes. Pagar o que deve é primordial para que novas e melhores condições financeiras possam surgir lá na frente.

Como fazer portabilidade de empréstimo ou financiamento?

Dentre os principais requisitos que as instituições financeiras exigem é que o cliente tenha em mãos informações úteis que ajudem na hora de fazer a portabilidade.

Listamos algumas que devem ser cumpridas conforme o Banco Central determina e que somente assim o contrato poderá ser efetivado. Veja:

  • Número do contrato
  • Saldo devedor atualizado
  • Valor de cada parcela
  • Taxa de juros anual
  • Modalidade de crédito
  • Prazo total do pagamento

Tendo essas informações em mãos, basta ir até a instituição escolhida, fazer o pedido da portabilidade, avaliar as condições oferecidas e esperar a resposta.

Se a nova instituição aceitar a troca da sua dívida, ela entrará em contato com o atual banco credor e fará todo o processo, sem que você precise se preocupar com mais nada além de assinar o novo contrato.

Conclusão

Portanto, agora você já entendeu o que é, como funciona, como solicitar e quando vale a pena solicitar a portabilidade de crédito, não é mesmo?

Saiba que essa é uma excelente oportunidade de trocar uma dívida mais cara por uma mais barata, principalmente quando o atual banco está cobrando taxas abusivas e não está atendendo às suas expectativas enquanto cliente!