Apple Pay: O jeito mais seguro e rápido de pagar com o celular

Conheça neste guia completo tudo sobre a carteira digital de pagamentos Apple Pay, que é uma das mais utilizadas ao redor do mundo!

Apple Pay

A tecnologia NFC é o casamento perfeito com o Apple Pay. Essa tecnologia oriunda da Apple em 2017 trouxe mais comodidade aos usuários de cartões de crédito, débito, vale-presentes ou vouchers.

Tudo isso dentro do Wallet (carteira digital), dá para imaginar?! O Apple Pay enxergou esse tipo de necessidade humana num mundo globalizado e que luta para acabar com a proliferação de plástico no planeta.

Sim, a Apple criou uma carteira virtual para oferecer mais praticidade nos pagamentos e ainda contribui com o meio ambiente, visto que o cartão de débito ou crédito é feito de plástico e polui a natureza.

Assim, com a carteira digital da Apple você consegue realizar pagamentos de forma digital, rápida e segura, basta ter um iPhone, iPad ou Apple Watch das novas gerações que já venham com a tecnologia da dita “aproximação” e pronto.

Então, no tema de hoje vamos te mostrar o quanto a “empresa da maçã” avançou no mercado das tecnologias por aproximação e como essa carteira digital pode ser muito útil e vantajosa no seu dia-a-dia! Vamos conferir?!

O que é Apple Pay

O Apple Pay é mais um método de pagamentos online no mercado, só que dessa vez desenvolvido pela Apple, disponível nas plataformas iOS.

O objetivo desse serviço é facilitar a vida dos usuários de cartão de crédito e débito no modus operandi de Wallet.

Dessa forma, as compras podem ser feitas em lojas, bares, restaurantes e comércios que são compatíveis a essa forma de pagamento por meio da identificação touch ou facial, sem a necessidade do cartão físico.

Tecnologia NFC

O NFC, tipo de tecnologia conhecida como Near Field Communication (Comunicação de Campo Próximo), é bastante comum no Apple Pay e outros serviços, sendo bastante usual na América do Norte, Europa e Ásia.

Para usar, basta ter no seu aparelho de celular ou relógio (Apple Watch) o NFC, que ao chegar próximo de 10 cm de uma maquininha de cartão, por exemplo, faz o pagamento.

Contudo, esse pagamento depende se o local aceita esse tipo de serviço e se possui também internet ou bluetooth via celular ou relógio próprio para tal.

Quantos cartões pode adicionar ao Apple Pay?

Não existem limites! Mas, é preciso saber quais os bancos e bandeiras aderiram a esse tipo de serviço para que o cliente tenha a tranquilidade de poder adicionar os cartões que mais utiliza.

Atualmente na Apple Pay estão “credenciados” os cartões da Mastercard, Visa, Elo, Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Porto Seguro, Next e XP.

Esse sistema de pagamento é aceito no exterior?

Sim! Esse tipo de pagamento via Apple Pay é universal em estabelecimentos que tenham tecnologia NFC para celular e relógios modernos.

Na América do Norte, precisamente dentro dos EUA e Canadá, é bem comum, assim como em certos países na Europa e Ásia.

Inclusive, na China, Japão e na Coreia do Sul é mais comum utilizar esse serviço do que utilizar a moeda imprensa.

Como funciona o Apple Pay?

O usuário precisa ter um iPhone ou iPad, que são da plataforma iOS. Para quem possui esse tipo de celular ou tablet é necessário ter cadastro com cartão de crédito (obrigatório), pois mesmo que não utilize o cartão no celular é preciso cadastrá-lo.

Feito o trâmite inicial vem o segundo passo:

  • Abra o app Wallet e toque no símbolo de ‘+‘, no canto superior direito
  • Escaneie os dados do cartão físico ou digite-os manualmente

Taxas

Não há taxas para enviar, receber ou solicitar dinheiro no Apple Cash. O que vai ocorrer com o serviço é no que diz respeito às transferências instantâneas para um cartão de débito. A taxa máxima é de R$15,00. Para a conta bancária pessoal não existem taxas.

Dispositivos compatíveis

Por ser da plataforma iOS, é preciso ter um celular iPhone. Os aparelhos atuais da Apple já possuem esse tipo de serviço, incluindo todos os modelos de iPhone a partir do iPhone 6/6 Plus, e todos os modelos de Apple Watch. Atualmente, o iPhone está na versão 12.

Além dos iPhones, os modelos de iPad são:

  • 8ª geração
  • 7ª geração
  • 6ª geração
  • 5ª geração
  • Pro (todos os modelos)
  • Air 2
  • Air 4
  • Mini 4
  • Mini 3
  • MacBook (com Touch ID)

Como saber se meu smartphone é compatível?

  • Possuir aparelhos Iphone, Ipad ou Apple Watch
  • Apple Wallet armazenará seus cartões de crédito e débito
    • Abra a Carteira no iPhone
    • Vá em Ajustes, Carteira e Apple Pay no No iPad
    • No Apple Watch (Role para baixo, Wallet, Apple Pay e adicione cartão)

Para que serve o Apple Pay?

O Apple Pay serve para que o usuário de cartão possa fazer compras com apenas um toque na tela ou botão do celular.

Desde 2017 é o método de pagamento eficaz da Apple, visto que essa tecnologia oferece transferências de pessoa para pessoa, graças ao sistema iOS, oposto ao Android da Google.

Nesse sistema também existe o Apple Cash, serviço para aquele usuário que gosta de enviar dinheiro para familiares e amigos, basta ter um Apple Card.

Para ações no Apple Pay, basta que o cliente tenha cadastro no celular (iPhone) ou tablet (iPad), Touch IDs e até mesmo o Face ID, além dos cartões de crédito e débito.

Numa eventual perda ou roubo, a pessoa estranha que o obteve não terá acesso a sua carteira digital devido à eficiência de segurança dos produtos Apple.

Compras em lojas físicas

Quando falamos em compras nas lojas físicas, o dono do estabelecimento precisa sim de uma maquininha, wi-fi ou bluetooth, para que os clientes possam utilizar da forma de pagamento com a tecnologia NFC destacada.

Compras em lojas virtuais

Nos sites, a diferença é do portal utilizar de mecanismos digitais que permitem que o usuário do Apple Pay consiga integrar a sua conta pessoal com a forma de pagamento após o período inicial de escolha do site, cadastro no site, escolha do produto e forma de pagamento final.

Cupons e Vouchers

Também no Apple Pay é permitida a utilização de cupons e vouchers ou até mesmo de vale-presentes. Vai depender da oferta, quando falamos de Brasil.

Fora do país é bastante comum a utilização de cupons para compras em lojas e supermercados.

O voucher aqui pode ser interpretado como utilitário para transporte. Mas, isso impede de lojas ou restaurantes também ofertarem em suas plataformas para que o usuário do Wallet no Apple Pay busque ou pague por ele.

Passagens de avião e trem

Aqui também podemos chamar de “voucher”. As companhias aéreas globais e também as brasileiras já aderiram às formas de pagamentos digitais e isso não foge do Apple Pay.

Basta que o cliente compre via Wallet no Apple Pay e mantenha “guardado” esse voucher para utilizar em viagens aéreas pelo país ou fora dele.

No Brasil, a oferta por viagens de trem ainda é muito pouco aproveitada e existem raras exceções e no máximo utilização somente de cartões da forma tradicional.

H3: Aplicativos de celular

Seguindo a lógica de pagamentos via Touch e Face, muitos aplicativos aceitam como pagamento o Apple Pay, como é o caso do Uber e iFood.

Para isso, basta que o cliente tenha cadastrado um cartão de crédito no serviço por meio do aplicativo Wallet, no iPhone ou iPad.

Como pagar com o Apple Pay?

Existem três maneiras para a utilização do pagamento via Apple Pay. Vale reforçar que somente usuários do celular iPhone, do tablet iPad e do relógio Apple Watch, da plataforma digital iOS, utilizam dessa maneira como forma de pagamento.

Usuários do sistema Android e demais aparelhos não possuem essa tecnologia chamada Apple Pay, visto que esses têm carteiras digitais próprias, como a Samsung Pay ou Google Pay.

  1. No iPhone ou Ipad, o utilitário pode usar o Touch ID – É preciso falar com o vendedor da loja, que, após inserir os valores da compra na maquininha, a opção será crédito ou débito e para isso o dono do celular ou Ipad vai abrir o aplicativo Wallet, aproximar o iPhone/iPad da maquininha e aguardar a confirmação final do pagamento.
  2. Com iPhone/iPad, existe o Face ID – É preciso seguir o passo inicial do Touch ID, posicionar o rosto de frente para a tela do celular/tablet até que haja o reconhecimento facial e após isso, é só aproximar os aparelhos ao lado da maquininha para que tenhamos a confirmação.
  3. Via Apple Watch (relógio digital) – É necessário somente apertar o botão lateral duas vezes e aí aparecerá o cartão padrão já cadastrado. Feito isso, é só aproximar a tela do relógio à maquininha e tudo estará feito com um som emitido quando confirmado.

Bancos no Brasil que aceitam o Apple Pay

Atualmente, no Brasil, os bancos/financeiras que aceitam o Apple Pay são:

Apple Pay é seguro?

Sim! A Apple não salva informações pessoais quando falamos em transações ou números de um cartão no servidor próprio deles. Além disso, o Apple Pay exige a digital ou face do rosto do eventual dono do aplicativo.

Sem falar que eles trabalham com a tecnologia back-end via token e que os números gerados são substituídos e não mostram detalhes do cartão, ou seja, ninguém, além do dono, possui acesso aos dados do cartão.

Benefícios de usar o Apple Pay

  • Sistema de pagamento NFC
  • Pagamentos anônimos com segurança
  • Na Carteira Apple podem ser geridos cartões-presente, ingressos, cartões de pagamento e etc.
  • Aceito no Brasil, EUA, Canadá, grande parte da Europa e Ásia

Conclusão

A modernidade é uma forte aliada para as pessoas que querem experimentá-la. Sendo assim, estude, pesquise, faça contas e veja se vale a pena investir em aparelhos desse porte, bem como pense se esse tipo de tecnologia faz parte do seu perfil de bom comprador.

Caso faça, caia dentro e aproveite do melhor que se pode ter no mercado global quando falamos em pagamentos via NFC e isso a Apple Pay domina!

Ah, e se você é fã dos produtos da Apple, conheça mais sobre o Programa “iPhone Para Sempre” do Banco Itaú, que permite a compra de produtos com descontos de até 30% e com a possibilidade de parcelar em até 21 vezes com os cartões de crédito Itaucard.